19/7/2022

CIF: Tudo o que você precisa saber

Expanda sua operação logistica

Nós estamos aqui para ajudar. Obtenha educação gratuita, dicas e inspiração sobre logística para ajudá-lo a iniciar e desenvolver um negócio online de sucesso.

Junte-se à nossa Newsletter

CIF: É necessário garantir uma entrega ágil e segura para os clientes. Confira tudo que você precisa saber sobre esse tipo de frete.

A priori, é interessante destacar que existem outros tipos de frete, como o FOB, que costuma ser comparado ao CIF. No entanto, podemos encontrar distinções muito claras entre esses dois tipos. Com isso, veremos a seguir qual a melhor forma de escolher um tipo de frete para a sua empresa.

No geral, os empresários que possuem operações que envolvem o comércio exterior já têm uma certa intimidade com esses termos. Porém, quem ainda está explorando o tema pode ter dificuldade de entender. Mas não se preocupe, pois o nosso intuito hoje é te auxiliar a entender melhor sobre o assunto.

Conceito de frete CIF

Inicialmente, é de suma importância trazer um conceito do frete CIF. Sendo assim, ressalta-se que o frete CIF se refere a uma sigla em inglês com os seguintes termos: "Cost, Insurance and Freight”. Em português, a tradução é de “custo, seguro e frete”. A simples tradução já traz uma noção geral sobre o que o frete significa.

Sendo assim, o CIF faz com o que a responsabilidade do processo de transporte da mercadoria seja do vendedor, e isso inclui tanto os seguros como os custos. O custo total do frete já está incluído no valor do produto. Por isso, não há motivos para que o comprador se preocupe com isso.

O produto será entregue no endereço informado pelo comprador. Assim, o valor pode ou não estar descrito na nota fiscal. A inclusão dessa informação não é obrigatória. Se for uma opção da sua empresa incluir, isso é facultativo.

Principais benefícios do frete CIF

O frete CIF costuma ser a opção mais vantajosa para as transações que ocorrem de forma direta para os consumidores finais. Esse tipo de operação é chamado de B2C. Além disso, o principal exemplo desse cenário é o e-commerce, que está em alta hoje em dia. Veja quais sãoos principais benefícios do frete CIF:

  • Tornar o controle de entregas mais fácil
  • Otimizar o transporte
  • Garantir a segurança das entregas
  • Monitoramento das cargas envolvidas
  • Noção dos processos logísticos
  • Gerenciamento de transporte
  • Trazer preços competitivos para o mercado

Custos envolvidos no CIF

Como o CIF imputa a responsabilidade dos custos do frete ao vendedor, e não ao consumidor, a empresa precisa ter noção de todos os custos envolvidos nessa modalidade de frete. 

Lembre-se de que o cliente não precisará pagar nenhuma quantia adicional pelo frete CIF. Isso porque, como foi explicado acima, esse valor deve ser repassado com o produto, no total da venda.

Por outro lado, o fornecedor estará responsável por essas despesas. Nesse rol de custos, você pode ter o ICMS (sobre os serviços), COFINS, PIS e o IPI. Esses são apenas alguns dos exemplos da carga tributária nacional envolvida nessa modalidade. Quando falamos de transações internacionais, é possível adicionar ainda a taxa de câmbio e o IOF.

CIF ou FOB: qual a melhor opção?

Agora que você já tem uma boa noção do que é o CIF, é interessante citar o FOB, uma vez que essa modalidade também é muito usada no ramo de vendas. O FOB é o Free on Board, ou seja, livre a bordo, quando traduzido para o português. Logo, aqui, a modalidade dá ao consumidor a responsabilidade de custear os valores do transporte.

Isso significa dizer que a escolha dos custos da operação, transportadora e demais riscos está a cargo do cliente. Portanto, destaca-se que o valor do frete não está embutido no custo do produto.

Por esse motivo, as operações que envolvem essa modalidade costumam ser do segmento B2B (entre empresas). É comum que as indústrias escolham esse frete por já possuir um contrato e a fim de economizar no transporte dos seus produtos que sejam de alto valor.

No entanto, uma similaridade entre o CIF e o FOB é que ambos estão nos Incoterms, o International Commercial Terms (Termos Internacionais de Comércio). Esses termos apresentam todas as determinações realizadas pela Câmara Internacional do Comércio, que é o órgão responsável por regular o comércio exterior.

Qual a melhor opção entre o FOB e o CIF?

Ambas as modalidades de frete, tanto o FOB como o CIF, guardam vantagens e desvantagens. A decisão pela melhor opção para a sua empresa depende da realidade que o seu negócio está inserido. Inclusive, é possível trazer uma diferença nítida entre esses dois tipos de frete.

Enquanto um fica a encargo do vendedor (CIF), o outro fica a encargo do cliente, que é o FOB. Por isso, antes de decidir pela melhor opção, analise alguns fatores, como:

  • Qual a situação atual da empresa? Se a sua empresa costuma realizar operações B2B, o FOB é a melhor opção. Porém, se as operações são destinadas a um consumidor final (B2C), o CIF é a escolha ideal.
  • Calcule os gastos com frete. Cada sistema traz custos distintos, e por isso você deve analisar todos os valores envolvidos em ambas as modalidades antes de adotar um tipo de frete.
  • É possível creditar o ICMS? Com o ICMS incluso no frete, a cobrança pode diminuir a taxa e ser paga posteriormente. Analise esse cenário antes de decidir o frete.

 Conte com a Enivix

Se você precisa ter mais eficiência e agilidade nos seus processos logísticos, conte com a Enivix. Isso porque nós podemos oferecer  oferecemos a solução completa para a sua empresa, desde o recebimento dos produtos até a entrega ao cliente.

Acesse o nosso site oficial e confira todos os serviços que podem ajudar na logística do seu negócio. 

Junte-se à nossa Newsletter

Confira as últimas do nosso Blog!